14.12.17

Maria Chantal lança coleção baseada nos Adinkras

A busca por trazer  conhecimento sobre a cultura africana de  forma a valorizar tanto os símbolos quanto o significado é o que fez com que a estilista Maria Chantal criasse uma coleção baseada nos Adinkras.



Os Adinkras são símbolos especificamentes dos Asanti, civilização que viveu no que hoje é conhecido como Gana. Formas que trazem em si um maior conhecimento sobre a cultura africana local. Estampas que falam sobre aprender através do olhar para trás (sankofa), da necessidade de unidade enquanto se tem um mesmo destino (Funtunmfunafu dua), homenageia o feminino e suas características (Duafe).




Além de falar sobre como antes mesmo de qualquer missionário europeu pisar em áfrica os africanos já conhecerem a onipotência de deus (gye nyame) e como amor e fidelidade andam juntos ( odo nyera fye kwan).



Maria Chantal, estilista e criadora da marca que nasceu em 2015 com o propósito de enaltecer a auto estima de mulheres negras, faz uma alusão a fartura mineral africana ao estampar manualmente os Adinkras sobre as peças com tinta de cor ouro.  A escolha da estilista pela estamparia manual através da técnica do carimbo e stencil é um meio de reproduzir como os Adinkras eram estampados originalmente.



Para além de apenas comercializar peças de moda a coleção é um meio de sensibilizar seus clientes para uma conhecimento sobre a cultura africana por meio do compartilhamento sobre a história e significado dos Adinkras nas redes sociais da marca.








A coleção, que tem previsão de lançamento no dia 23 de Dezembro (último Encontro Preto do ano), teve seu catálogo carinhosamente desenvolvido pela produtora BERRO (@berroinc), buscando evidenciar toda carga ancestral dos povos Adinkras cuidadosamente inserida pela estilista.
O catálogo conta com as fotografias de Gabriel Mendes (@lxlvii),  fashion film, produzido por Priscila Martinho (@priismart) como editora e Mendes O'Julio (@uadafacs_) como diretor, maquiagem de Jennifer Ayallem (@jenniferayallemakeup) e cenário de Quesia Pacheco.

As peças também estarão a venda pela loja online: www.mariachantal.com.br e pelo Instituto Musiva, stand localizado na estação de metrô do catete.



 Natural de Luanda, Angola, Chantal vive no Brasil desde seus 5 anos, hoje com 23 anos, busca expressar sua africanidade em tudo o que faz e usa sua formação em produção de moda (senac - botafogo) e Design gráfico ( Kabum) para valorizar a auto estima de outras mulheres negras nas estampas de sua marca e até em projetos como livro infantil e palestras.

Instagram: @lojamariachantal
Facebook:  @lojamariachantal
e-mail: lojamariachantal@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Compartilhe!