13.9.10

Mark Ryden

Quem disse que o gosto pelo sofrimento acabou com os expressionista do início do século XX ? Ou que a arte surrealista se encerrou com Salvador Dalí?Quem pensa assim se engana.
O pinto norte-americano Mark Ryden mostra que o mundo fantástico e imaginário dos surrealista ainda não sai do imaginário popular.
Divorciado e pai de dois filhos, Ryden estudou Ilustração e se formou em Pasadena, Califórnia, em 1987. Ele atualmente vive e trabalha na cidade de Eagle Rock, dividindo o estúdio com sua companheira, a artista Marion Peck.
O trabalho de Ryden é bastante detalhado. Envolve principalmente caricaturas, e uma espantosa combinação de garotinhas, carne, numerologia, simbologia Católica e Budista. Varia de grandes quadros a óleo a pequenos trabalhos em preto-e-branco no papel.
Ryden é influenciado pela arte fantástica, de Alice no país das maravilhas, pelo Surrealismo e trabalhos Renascentistas bem como pelas novas formas de expressão que surgiram no século XX.
Ilustrou capas de disco de diversos músicos, desde Dangerous, do Michael Jackson até um disco do Red Hot Chili Peppers.
Este tipo de arte, caracterizada por uma releitura do absurdo, do uso profuso de simbolismos e uma ligação fortíssima com a arte popular, demonstrada pela cartoonizacao de muitos elementos, por exemplo, sem no entanto ser descontextualizada artisticamente ou diminuída em termos de referencia é denominada de LOW BROW, neo-surrealismo ou ainda pop surrealismo, e tem outros importantes representantes, como a própria Marion Peck, Camilla Rose Garcia, Tim Biskup e os brasileiros Os Gêmeos.




























Texto:Wikepédia





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gostou? Compartilhe!